3 de abr de 2013

Um homem coerente


Um homem coerente

Por Guilherme Celestino, editor – Hexis Editora



O livro Maurício Grabois: Meu Pai, de Victória Lavínia Grabois, nos conta a vida de um homem que por suas ideias e posicionamento político foi atravessado pelos desacertos do país, cuja história política traz a marca do descompasso: ora regido por regimes democráticos, ora  por regimes autoritários que bruscamente interrompem o processo democrático. Entrar em contato com essa história, não traz apenas a constatação triste dos descalabros, mas também nos faz deparar com alguns homens e mulheres que insistiram em defender a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, mesmo em momentos em que expressar ou defender tais ideias faria alguém correr o risco de ser preso, virar clandestino, até de ser torturado ou morto.

A pergunta de Igor de Maria Lúcia Martins


A pergunta de Igor                       
                                                            Maria Lúcia Martins
                                                           
      Eu queria colocar uma rosa, uma simples rosa vermelha entre as mãos geladas pela morte da jovem guerrilheira do Araguaia, Maria Lúcia Petit. – eis um dos inúmeros momentos em que a emoção me impediu de continuar lendo Maurício Grabois: meu pai*. Livro em que Vitcória Grabois, sua autora, quer narrando a saga de sua família – desde os avós, russos,  atravessando continentes, até chegar ao Brasil – quer documentando a vida política e revolucionária de seu pai, não abriu mão da ternura. Maurício Grabois, em 2012, faria 100 anos, e recebeu consistentes e belas homenagens. Arvoro-me dizer, entretanto, que esse livro representa a homenagem maior. 

12 de jun de 2012

Com muito prazer e orgulho nós da Hexis Editora estamos cuidando da publicação da série de livros infantis “Nana e Nilo”, de Renato Noguera. O lançamento será no próximo sábado pela manhã, no Castelinho do Flamengo. Tragam suas crianças de todas as idades, e embarquem nessa viagem! (Confiram a programação e as palavras do autor abaixo) – Guilherme Celestino

28 de dez de 2011

Fotos do Lançamento de "As Armas Cômicas" e "Filósofos Épicos"


Lançamento do Volume I da Biblioteca Clássica: Filósofos Épicos I

Hexis Editora convida para o lançamento do livro
Filósofos Épicos I: Fragmentos de Xenófanes e Parmênides.
Edição e Tradução de Fernando Santoro.
Dia 7 de dezembro, quarta-feira, às 19 horas no Museu da República, Rua do Catete, 153.
SOBRE O LIVRO
A filosofia surge, na Grécia, em meio a um fecundo diálogo e uma calorosa  disputa entre valores e formas de conhecimento. Diálogo e disputa que são entretidos com as formas tradicionais de educar e conhecer, sobretudo a poesia épica. Os primeiros filósofos nascem diretamente destas tradições discursivas, e muitas vezes mantêm elementos formais e também conteúdos similares a esta origem ao mesmo tempo em que frequentemente assumem uma posição de distanciamento e confronto face às mesmas.

Lançamento d' As Armas Cômicas

Hexis Editora convida para o lançamento do livro As Armas Cômicas, de Luisa Buarque
Dia 7 de dezembro, quarta-feira, às 19 horas, no Museu da República, Rua do Catete, 153.
SOBRE O LIVRO
Crátilo foi tido algumas vezes como sendo um diálogo de pouca importância para o pensamento platônico, principalmente por não apresentar, aparentemente, uma seriedade filosófica e por ter uma longa seção que narra, de maneira fantasiosa, as origens de alguns nomes. E é esse diálogo que Luisa Buarque analisa e de que expõe uma interpretação que pretende revelar as complexidades, sutilezas e riquezas do texto de Platão.